sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Crítica a religião

Por Raphael Nascimento.






O que pensar sobre a religião hoje? Uma ideologia que faz gerar muito dinheiro e preconceito por nutrir pensamentos contrários a unidade do planeta, e que ao em vez de trazer paz e tolerância ao próximo, separa o ser humano e o transforma em grupos, cada um crendo de uma forma diferente e querendo impor sobre outras pessoas a este pensamento, e ao seguir anos surgem novos grupos que divergem novamente sobre o pensamento dos seus líderes sobre a religião revelada.. O que acaba transformando as pessoas em verdadeiras pessoas alienadas, que em vez de se preocuparem com a questão dos problemas sociais e buscarem seus direitos perante eles preferem viver cegamente.




 Os alienados estão preocupados em perseguir pensamento contrários, e veneram algo inexistente ao nosso mundo material, além de transformarem a filosófia em uma grande fonte de renda onde é fácil manipular a população  porque o que é racional ja não é mais o X da questão.. Então começam a explorar a racionalidade das pessoas onde o aqui ja não é o mais importante. O mais interessante é que se o aqui não fosse o mais importante o que estariamos fazendo por essas bandas?A questão é tirar o pensamento dos religiosos desta terra e elevar ao mundo duvidoso, onde com isso podem explorar a vontade a imbecilidade de algumas pessoas quando o que é real ja não é mais o certo.. E qualquer conversa que tiver com elas você será considerado uma pessoa enviada do mal ou possuida por este mesmo.

Aonde entra o Deísmo nesta questão? Nos deístas brasileiros da UBD pretendemos devolver denovo a racionalidade humana e acordar a nação brasileira, acabar com essas divisões que a religião revelada causa, queremos dizer a eles que existe um criador ou uma força criadora.. E que o ateísmo ja não é mais a solução existe um ponto no meio da balança entre as extremidades que significa o equilibrio a não crença em Deus e a crença revelada.. Que a felicidade e a liberdade de expressão estão abertos pra todos sem nenhum preconceito étnico, nacionalista, sexual ou social imperando a questão e sim uma questão de respeito mutuo e amor a um mundo melhor.

Somos um grupo pequeno queremos divulgar o Deísmo sem nenhuma forma de forçar as pessoas acreditaram e sim mostrar para elas que existe um novo caminho racional pouco conhecido, que pode ser seguido.

1 comentários:

  • 26 de abril de 2013 15:41

    O que pensar sobre a religião hoje? Não há o que pensar. Há o que aceitar e compreender, separar o joio do trigo, religiosidade da religião. A religiosidade é uma necessidade humana, não somos perfeitos e a perfeição é uma preponderância prepotente. A maioria das pessoas compreende a essência da religiosidade dentro da religião, não é porque é cristão, mulçumano, islamita, espírita... que será malevolente ou de má índole. Pelo contrário, a religiosidade dentro da religião é benevolente, auxilia na educação e formação de caráter. A religião de forma geral não é ilógico, irracional. Que mal há na crença de um Deus humanizado, de mãos abertas, disposto sempre ao amparo, que através das preces possa auxiliar? Sinceramente não vejo nada malévolo. O grande problema seja talvez a interpretação, no caso das liturgias ditas como sagradas e da prepotência de seus representantes; lideres. O grande problema é a doutrina imposta a certas religiões, religião de forma geral não impõe doutrina alguma, são os homens através de suas obras, idealismo e interpretação. A religião em mãos erradas pode ser realmente algo ruim, malevolente discriminatório e pejorativo.

    Eu sugeria que reformulássemos a pergunta inicial. O que pensar sobre a influência do homem na religião?

    Como disse, existe uma grande diferença entre a essência filosófica de cada religião e sua interpretação.

    delete

Postar um comentário

 

[U.B.D] União Brasileira dos Deístas Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger